Skip to Store Area:

Loja de Filtros para água - Purificadores - Bebedouros

Águas sem fronteiras

Vicente Andreu

Diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA)

 

A água que o Planeta Terra possui é a mesma desde o início da sua existência. Não aumentou, nem diminuiu. Conhecido também como Planeta Água, a Terra apresenta um dinâmico ciclo hidrológico, caracterizado pelo movimento das águas das nuvens para o solo, aquíferos, rios, lagos, mares e, por meio da energia solar, retorna às nuvens. Nesse processo natural não há fronteiras políticas, econômicas, sociais, culturais ou institucionais que a detenha. No entanto, as dinâmicas políticas, econômicas, sociais, culturais e institucionais afetam marcantemente a água do globo.

A depender da forma como o território se organiza, a água é afetada, positiva ou negativamente. Pensando no âmbito territorial de uma bacia hidrográfica, se a região onde se localizam as nascentes apresenta dinâmicas sustentáveis, os territórios mais abaixo terão águas de boa qualidade. Mas a água participa de uma jornada bem maior. Se imaginarmos que as águas de uma bacia hidrográfica se infiltram no solo, escoam para lagos e mares, evaporam e são utilizadas como insumo em processos produtivos, é de se imaginar que elas são afetadas por dinâmicas mais amplas, que transcendem fronteiras nacionais.

O mundo ficou pequeno e as interações entre as dinâmicas econômica, social e ambiental se agigantaram. As premissas do desenvolvimento sustentável são cada vez mais atuais em um mundo complexo, rápido, interativo. Processos de globalização e de intensificação do ativismo internacional levaram naturalmente ao debate sobre as intrincadas relações entre essas dinâmicas e seus impactos sobre as águas, envolvendo uma multiplicidade de atores, no que ficou conceituado de governança global da água.

Ao passo que a complexidade aumenta, também se ampliam as oportunidades de debates globais sobre a temática do desenvolvimento sustentável, e sobre a água particularmente. O debate a respeito da governança global da água evoluiu desde a primeira Conferência das Nações Unidas sobre Água, de Mar del Plata, em 1977, passando pelas Comunidades Epistêmicas Regionais, as Redes Globais de Conhecimento e as Redes Globais de Políticas Públicas. Essa evolução faz parte do desafio de se construir um ambiente internacional em que inúmeras agências, programas e fóruns tratem de aspectos dos recursos hídricos em um processo sinérgico e colaborativo de uma governança global da água de maneira integrada.

O ano de 2012 será particularmente importante para esse debate, sendo palco de relevantes eventos globais de interesse para os recursos hídricos, como o Fórum Mundial da Água e a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que marcará os 20 anos de realização da Eco-92.

Realizado a cada três anos, o Fórum Mundial da Água é o maior evento mundial sobre o tema, reunindo representantes de mais de 100 países. Sua sexta edição está sendo realizada em Marselha, França, de 12 a 17 deste mês, e tem como tema "Tempo de Soluções", sugerindo que os países, instituições e técnicos avancem de um patamar teórico e priorizem a apresentação de soluções para as complexas questões da água em um mundo dinâmico.

A Rio+20 acontecerá de 20 a 22 de junho, tendo como objetivos: garantir o compromisso político renovado para o desenvolvimento sustentável, avaliando o progresso obtido até o momento e as lacunas restantes na implementação dos  resultados das maiores cúpulas sobre desenvolvimento sustentável, e abordar desafios novos e emergentes.

Os focos da conferência serão a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e a erradicação da pobreza, e a estrutura institucional das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável. Prevê-se para a conferência um público de 50 mil pessoas, incluindo chefes de estado, representantes de governos, sociedade civil e setor privado, em eventos oficiais e paralelos. Entre 16 e 19 de junho, serão realizados Diálogos de Alto Nível, sendo um deles dedicado à água, que precederão os debates da Rio+20.

Portanto, o 6º Fórum Mundial da Água e a Rio+20, que congregam representantes das mais variadas nacionalidades, são oportunidades ímpares para se pensar em como estruturar globalmente a temática da água, um recurso, um bem, que transcende fronteiras e oferece oportunidades para processos sinérgicos e colaborativos por uma governança global da água.

 

Vicente Andreu é diretor-presidente da Agência Nacional de Águas

 

Artigo publicado no site Terra Sustentabilidade em 14 de março de 2012.

http://invertia.terra.com.br/sustentabilidade/noticias/0,,OI5664418-EI10411,00-Aguas+sem+fronteiras.html


Entre em contato com a ViaFiltrosAtendimento


(19) 3296-1098


Entre em contato com a ViaFiltros Email

vendas@lojaviafiltros.com.br


Entre em contato com a ViaFiltrosContato

Entre em contato pelo site


Entre em contato com a ViaFiltrosBlog Viafiltros

Conheça nosso Blog !


Segurança

 

 

ScanVerify.com Trust Seal

Webutation

 


Institucional

Sobre a ViaFiltros

Serviço ao Cliente

RSS 

Mapa do Site

 


Redes Sociais


 

 

Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro UOL HOST hospedagem de sites.  Clique e conheça!

Página Principal - Curiosidades - BigBlue - Como cuidar do filtro - Porque ter um filtro - Água sem Fronteiras - Processo de Filtração - Micra ou Micron - Cabelo x Cloro 

 

Conheça o incrível BIG BLUE

 

 

• Carcaça de grande capacidade, adequada para aplicações de alta vazão;
• Disponíveis em 10 e 20 polegadas de comprimento;
• Tampa com botão de alívio de pressão
 


O filtro Big Blue é o mais versatil do mercado, seu projeto robusto permite inumeras aplicações. 

O invólucro extra grande permite o uso de elementos filtrantes de alta capacidade, sua tampa vem com uma valvula para retirada do AR e suas conexões de entrada e saida são de 1 polegada. 

Todas essas caracteristicas tornam esse filtro especial, permitindo o seu uso nas mais variadas situações. continuar lendo... 

Como cuidar do seu filtro? 

Por que é preciso trocar o refil do filtro de água?
O refil do filtro de água (também conhecido como elemento filtrante, cartucho ou vela) é a parte do filtro responsável pela filtração da água propriamente dita. É ele que retém partículas (como areia, barro, ferrugem, poeira e outros sedimentos) e retira o excesso de cloro presente na água. No entanto, após um certo tempo de funcionamento, o refil satura, ou seja: sua capacidade de filtração diminui e ele não mais consegue fornecer água de qualidade. Por isso, para não comprometer a qualidade da sua água e garantir que ela esteja sempre pura e boa para o consumo da sua família, observe o tempo de utilização do refil. continuar lendo...

Porque ter um filtro? 

O que é Água Potável?
De acordo com a Portaria nº 518 do Ministério da Saúde, a água potável é a água própria para consumo humano, cujos parâmetros microbiológicos, físicos, químicos e radioativos atendam ao padrão de potabilidade e que não ofereçam riscos à saúde.

Podemos consumir a água de torneira?

Ela é potável?
De acordo com a legislação, a água disponível nos pontos de consumo deve seguir esse padrão recomendado; ou seja, ela deve ser potável. No entanto, embora água que sai das unidades de tratamento... continuar lendo...



Powered By Magento
Fonoaudiologa Filtro de Água